Arrow | 5×13 – Spectre of the Gun

Indo em uma direção diferente e mostrando várias versões sobre um tema complicado como o porte de arma, Arrow fez um episódio fora da curva e se saiu muito bem ao saber trabalhar sua trama em um episódio “filler“.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Falando sobre porte de arma, vemos um Edlund invadir a prefeitura e atirando nas pessoas, mas principalmente nos membros que estão discutindo a liberação do porte de arma. Gostei da ideia de Thea e Quentin convencerem Oliver a lidar com a situação como prefeito e não vigilante e o resultado foi bem bacana, pois mesmo usando as informações de Felicity, a série foi mais leve.

A motivação de Edlund foi ver sua família ser assassinada na sua frente e Oliver o fez voltar a si apenas com conversa.

Nessa de falar em arma, vemos Rene e Curtis discutindo posse de arma e cada um mostrando o seu lado sobre ter ou não uma arma e nisso voltamos ao passado de Rene que tentou salvar a vida da esposa, que entrou nas drogas, e acabou a vendo morrer na sua frente e de sua filha Zoe. A questão agora é recuperar sua vida, e principalmente a filha, pois foi enviada para um lar de adoção. Gosto da forma como lidam com as amizades na série e aqui é Curtis quem promete lhe ajudar.

Felicity está ficando diferente, mais obcecada em usar a caixa de pandora e com certeza ela irá começar a bater de frente com Oliver sobre seus métodos. Ainda acredito que ela se tornará uma vilã temporária, mas o pior é que já tenho a sensação de que ela perderá esse pendrive.

Como estou amando essa Dinah! Ela ao lado de Diggle é muito bacana, e aqui a vemos conversando com Quentin e novamente temos um lado mais emocional e ele pedindo para ela voltar a ter uma vida depois de tanto que já sofreu e com isso ela se inscreve na polícia da cidade.

Arrow está crescendo e precisa buscar outras narrativas, uma vez que o flashback está acabando e este episódio mostrou que ele pode fazer diferente e ser inreressante.

Fico por aqui, comentem e to be continued