American Horror Story: Roanoke | 6×06 – Chapter 6

A tão esperada virada de American Horror Story: Roanoke finalmente aconteceu, e sim, podemos soltar fogos de artifícios, pois foi sensacional e trouxe uma nova trama em cima de todo o conceito apresentado até o episódio 5, abrindo um leque de conflitos e horror a ser explorado de forma mais intensa.

A PRODUÇÃO

Logo de início vemos que My Roanoke Nightmares foi um sucesso de audiência e assim finalizou essa fase na temporada de American Horror Story, começando agora a produção de um reality onde Sidney (Cheyenne Jackson) quer a todo custo colocar os moradores de Roanoke e seus interpretes de volta a casa, agora que se passaram 2 anos.

O personagem de Sidney é ótimo, ele quer a todo custo um novo sucesso e colocar todos na casa por 3 dias na Lua de Sangue, é sua chance. As confusões com sua assistente são ótimas, a reação dele a morte de um dos trabalhadores no set não o incomoda, o que faz Diana (Shannon Lucio) largar tudo, mas morrer no meio do caminho, tendo seu corpo encontrado dias depois…

American Horror Story

Return to Roanoke já começa com baixas e com Kathy Bates sendo maravilhosa! A atriz que ela interpreta, que deu vida a The Butcher, Agnes, tem um problema mental e não consegue se desligar da personagem, chegando a atormentar todos do elenco e precisando tomar inúmeros remédios. Audrey é seu alvo, já que ela interpretou Shelby e conseguiu ganhar um Saturn Awards, que ela acredita ter sido lhe roubado. Assim ela é afastada do reality.

Não há como achar elogios para Sarah Paulson. Atriz fantástica! Sua Audrey não tem nada a ver com Shelby e mais uma vez vemos sua versatilidade, mas nada como as irmãs siamesas de Freakshow.

O REALITY

O jogo realmente vira quando começa as gravações do tal reality… Shelby e Matt estão separados e Banks é um pivô interessante a ser abordado, já que ele foi Matt nas gravações. O reencontro deles é cheio das porradas, e espero mais conflitos entre eles.

Monet e Lee também se estranham, tanto que Monet culpa seu alcoolismo a Lee e o tempo que ficou em sua cabeça para as gravações, enquanto Audrey chama Shelby de apagada e submissa. Vai ser interessante esses conflitos, principalmente agora que a Lua de Sangue está para chegar ao seu auge.

American Horror Story

Só que o melhor fica para o final, quando Rory, que interpretou Edward e se casou com Audrey, é encurralado no closet pelas enfermeiras assassinas… Matt logo dá de cara com a palavra MURDER em sangue na parede e ele logo liga os pontos. Ficou sensacional a forma como eles estão agora “imaginando” os monstros, assombrações e fantasmas “reais” da casa, bem mais desgrenhados e decompostos.

Pelo jeito titio Ryan Murphy está acertando em cheio nessa temporada e já quero ver Lady Gaga atriz, não a bruxa que ela apresentou em My Roanoke Nightmares, e também quero ver essa bruxa real.

Adorando essa temporada de America Horror Story! E vale lembrar que o episódio foi dirigido pela incrível Angela Bassett.

Fico por aqui, comentem e to be continued