American Horror Story: Apocalypse | 8×01 – The End

Uma das coisas prometidas para American Horror Story: Apocalypse é que as temporadas Murder House e Coven iriam se colidir na trama deste ano, mas Ryan Murphy não dá ponto sem nó e ao invés de já mostrar como isso aconteceria, preferiu apresentar a trama única de Apocalypse, apresentando a Cooperativa e os personagens que estariam confinados em uma facilidade para sobreviverem ao inverno atômico.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Logo no começo do episódio vemos as bombas nucleares explodindo por Hong Kong, Londres e Los Angeles, e ali quais seriam os personagens a sobreviverem, seja por dinheiro, por saberem usar as coisas a seu favor, ou simplesmente por terem o DNA perfeito. Assim, todos acabam no local 3 da Cooperativa.

O resumo deste episódio ficaria em cima de como as pessoas reagiriam a 8 meses presos em um local, sem poderem sair, já que havia radiação, obrigados a seguirem regras de pessoas que não conhecem e vendo a comida ir terminando a cada dia. 8 meses depois e eles ainda estavam alocados e sem notícias do mundo externo.

A chegada de Michael Langdon (mais detalhes sobre ele no fim do texto) pode mudar tudo para a dinâmica dentro do bunker, uma vez que ele deixa claro que apenas 1 deles iriam ser levados para a central da Cooperativa. Então, que comece a caçada…

Dentro do bunker todos são separados por cores, como Green e Purple, onde o Green são os serviçais e os Purple os servidos, mas não temos mais detalhes sobre eles ainda…

Alguns personagens são irritantes, como a bilionária Coco (Leslie Grossman) ou o cabeleireiro Gallant (Evan Peters), já que Mallory (Billie Lourd) ainda não mostrou a que veio e a avó excêntrica de Gallant roubou a cena deles. Joan Collins está formidável. Todos acabam dentro do bunker por conta de Coco e a morte de seus pais, que acaba abrindo as vagas.

Timothy (Kyle Allen) e Emily (Ash Santos) entram por conta de suas aceitações na UCLA, além do fato deles terem algo em seu DNA que pode ser importante para a Cooperativa.

Sarah Paulson e Kathy Bates estão, como sempre, arrasando como Venable e Miriam Mead, mas ainda não dá para entender a realação delas, apenas de que estão ali para fazerem o possível pela Cooperativa, e com a chegada de Langdon, irão ter que fazer algo para saírem vivas. As duas até parecem armar a morte de um dos Purples para que haja a ascensão de Mead dentro do local.

Agora é esperar e ver como American Horror Story: Apocalypse irá lidar com as relações das pessoas dentro da casa, além da expansão de sua trama para envolver as outras temporadas. Muito ainda há o que se apresentar, mas o clima de urgência e horror está apenas começando, deixando as pontas soltas bem interessante.

PS: Michael Langdon (Cody Fern) é a criança que nasce de Vivien (Connie Britton) em Murder House após ela ser estuprada pelo fantasma de Tate Langdon.

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.