Alena | Resenha

Neste quadrinho sueco, publicado no Brasil pela AVEC Editora, o autor Kim W. Anderson nos apresenta a adolescente Alena, que nomeia a história e consegue retratar muito bem o drama adolescente.

Aqui a jovem estudante sofre bullying de suas colegas, enquanto tenta lidar com a morte de sua melhor amiga. A morte da jovem já seria o bastante para traumatizar Alena, mas as constantes conversas com o fantasma de Josefin, a amiga perdida, a mantém num estado constante de repressão, sem nunca colocar pra fora o que realmente pensa ou sente.

Esta HQ mistura não só o drama adolescente com o sobrenatural, como vai construindo de forma sutil o clima de mistério e perigo que circundam a mente da jovem Alena, enquanto a arte de Andersson garante o dinamismo na história, definindo bem as expressões dos jovens estudantes. Durante a narrativa o leitor passa a questionar sobre o que aconteceu no fatídico dia do suicídio de Josefin, um ano antes.

Além​ de um bom thriller a AVEC Editora nos apresenta um excelente material neste encadernado em capa cartão e papel couchê, ressaltando ainda mais as cores utilizadas por Andersson, o que só contribuiu para o dinamismo das cenas de Alena.

Recomendo a todos que busquem por essa história, um excelente conto de horror sobrenatural, ainda mais em um mercado em que faltam esse tipo de histórias como nos quadrinhos atuais.

FICHA TÉCNICA

Título: Alena
Autor: Kim W Andersson
Editora: AVEC Editora
Ano: 2017
Gênero: Horror
Páginas: 120
Formato: 27,8 x 18,6 x 0,6 cm
ISBN: 978-85-679-016-71