Agents of S.H.I.E.L.D. | 4×13 – BOOM

Agents of S.H.I.E.L.D. está fazendo uma excelente jornada e este episódio deu uma virada interessante a um novo Inumano que se colocou contra a sua própria raça. Fazer isso é uma forma interessante de colocar novas perspectivas, e abrange uma nova realidade a ser trabalhada. Além disso, adorei as atitudes de Mace como Diretor…

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Radcliffe se entregou de vez ao Darkhold e com ele consegue o que parece impossível para Anton e Shockley: replicar os cristais de terrígenos. De posse de um deles e com o intuito de fazer Nadeer mostrar sua real face, eles colocam Shockley no meio de campo, mas ele consegue matar a senadora e se mostra ele em si um Inumano. Shockley então começa uma sucessão de explosões, já que seu corpo pode explodir e ele se reconstituir da poeira, pois se entregou como homem bomba de Anton.

Mace, que deseja ser mais que um humano normal para ser Diretor da SHIELD e fazer o diferencial, se vê emboscado por Anton e os Watchdogs, e sem o soro, pois Simmons descobriu que seu corpo está se deteriorando e ele pode morrer com a próxima dose, na verdade sendo como uma roleta russa, ele acaba sendo levado por eles. Mace se põem em risco e se mostra um diretor excelente, e sua conversa com Coulson sobre como agir foi ótima. E falando nele, pegar Mace foi importante exatamente por isso, podem entrar em sua mente e conseguir informações sobre o antigo diretor, aquele que Anton busca a todo custo.

Gostando de Daisy se tornar a heroína necessária para se por a frente da SHIELD e buscar proteger a todos. Essa nova versão de si está mais instigante, principalmente por ela bater de frente com todos sem medo. O Tratado de Sokovia pode colocar ela em risco, mas as atitudes que ela tem está ótima. Ela se colocando a frente da ideia de mover os Inumanos registrados para evitar ataques foi bom, assim como suas cenas com Shockley, que no fim foi preso por Fitz e Simmons.

Na Espanha, Coulson busca a mulher que deu origem a Aida, Agnes e ameaça fazer de tudo para levá-la contra Radcliffe, já que ele tem May. É Mack que o traz a si para suas atitudes, evitando que ele vire um “monstro”. Agnes está a beira da morte e Radcliffe só a quer para levar sua mente para o Framework e assim poder revivê-la de alguma forma. Amei ver Aida com ciúmes, querendo aquele sentimento para si. E nessa May começa a demonstrar sinais de que está acordando de sua projeção, enquanto Coulson sabe que ela está viva.

Agents of S.H.I.E.L.D. segue interessante, estou curtindo bem a trama dos episódios, mesmo que falte algo mais intenso. Poderiam explorar mais sobre a raiva e o medo da população em si quanto a existência dos Inumanos, trazendo mais o preconceito, assim como Maria fez com Yo-Yo no início da temporada, assim já abraçam eles como se fossem os X-Men, já que não podem usá-los. E vale a pena ressaltar o trabalho de composição incrível de Mallory Janseon como Aida e Agnes, separando completamente a personalidade e atitudes das duas.

Fico por aqui, comentem e to be continued