Adam Wingard fala sobre sua adaptação de Death Note

A adaptação de Death Note pela Netflix finalmente ganha forma e cara e chega em agosto as telinhas. Em meio a controversas sbre a adaptação do material de Tsugumi Ohba e Takeshi Obata e como não está sendo fiel a ele, Adam Wingard conversou sobre a mudança do contexto do mangá para os Estados Unidos.

Em entrevista ao IGN, o diretor Adam Wingard comentou sobre o processo utilizado e como se esforçou para manter as partes cruciais da obra original. “Nos estágios iniciais do filme eu estava relendo o mangá inteiro, só olhando como poderia traduzir as coisas para os Estados Unidos. Analisando, Death Note é uma coisa Japonesa. Você não pode só dizer vamos transportar isso e ir adicionando as coisas. São mundos completamente diferentes. O que quero dizer é que é sobre a América, estou olhando como as coisas são, quais são as questões centrais que se passariam na América. O que as pessoas falariam sobre teorias da conspiração? Quais os programas secretos mais esquisitos que o governo tem? Como isso se encaixaria no mundo de Death Note?“.

Wingard ainda comenta que busca trazer questões atuais da América para a série e sumarizar a trama em duas horas de filme, mas o melhor é a briga de gato e rato entre Light e L, e a área cinzenta entre o bem e o mal. Ele ainda fala sobre a mudança nos personagens, que só mantiveram os nomes, Light e L, e são explorados em novo contexto e um pouco diferente.

Sobre L ele comenta que “ele continuará estranho. É a mesma coisa para a maioria dos personagens. Provavelmente o personagem que será da amesma forma que é no anime é Ryuk“.

Algumas novas fotos do filme também foram divulgadas:

Baseado no famoso mangá de Tsugumi Ohba e Takeshi Obata, Death Note acompanha a história de um adolescente que encontra um caderno sobrenatural: ao escrever nele o nome de alguém e imaginar seu rosto, essa pessoa morre. Seduzido por esse novo poder, o jovem começa a matar quem ele acha que não merece viver.

O filme original Netflix é dirigido por Adam Wingard (A Bruxa de Blair, O Hóspede) e é estrelado por Nat Wolff (Cidades de Papel), Margaret Qualley (Dois Caras Legais), Lakeith Stanfield (Saia), Paul Nakauchi (Piratas do Caribe: No Fim do Mundo), Shea Whigham (Trapaça) e Willem Dafoe (Homem-Aranha).

Death Note estreará mundialmente com exclusividade na Netflix em 25 de agosto.