Reviews Séries & TV 

A Million Little Things | 2×13 – Daisy

E as pequenas coisas da vida estão nas memórias e A Million Little Things mostra isso com o pai de Delilah, que tem seus cuidados, pois sua mente está lhe pregando peças por conta do Alzheimer, e até mesmo nos pequenos a cabeça pode ser um problema, como vemos com Theo e o fato dele guardar as coisas para si.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

O que Sophie precisava saber para perdoar, ou conversar melhor com a mãe, era a verdadeira história dela. E com Lenny passando por problemas e sumindo de casa, Delilah acaba chamando a atenção de Sophie, que quer ajudar na busca do avô. Acontece que quando ela o encontra, ele acha que ela é Delilah e começa a falar do casamento de sua mãe com Jon, o que faz a filha descobrir como a mãe era infeliz…

No fim das contas, mãe e filha tem um momento de paz, mas o mais bonito e a forma como Sophie conversa com Charlie, contando as histórias de seu avô.

Agora, Eve é a moça que irá ter o bebê e colocá-lo na vida de Regina e Rome, e o encontro entre eles foi sensacional, o maior problema nem é como a garçonete terá sua vida mudada, mas sim como Regina e ele encaram as coisas. Regina sabendo que ela tem problemas com o pai do bebê, quer deixar a história de lado, mas Rome não consegue deixar e quer uma conclusão e acredito que vem algo pesado para a moça…

E temos Theo tendo momentos muito graciosos para entender a cabeça de um garoto que quer ver a perfeição na mãe e no pai. Kath sabe que precisa mudar isso e ao levá-lo a uma psicóloga, entende que ela e Eddie também são parte desse problema. A forma como eles acaba deixando tudo mais suave, para o filho não criar coisas na cabeça sobre ser perfeito e nada mudar, deve render coisas legais.

E por fim temos Gary e Maggie se entendendo, decidindo ser mais amigos… Os dois tem sentimentos fortes um pelo outro, mas ainda estão muito machucados para assumir isso e a hora é de deixar tudo ficar mais sossegado mesmo, deixar a poeira baixar e ajudar os outros, como a amiga que ainda não consegue esquecer que poderia morrer com o câncer, mesmo com ele saindo de seu corpo.

A Million Little Things consegue pegar momentos pequenos e transformar em coisas muito boas, mesmo que as vezes demore a engrenar em uma trama.

Postagens relacionadas