A Million Little Things | 1×13 – Twelve Seconds

Depois de muito ligar e esperar que ela fosse contar o que estava acontecendo, eis que Ashley aparece para conversar Delilah, Gary e Katherine, e A Million Little Things volta a dimensão de que Jon era alguém que pensava lá na frente, mas acima de tudo, tinha grandes problemas…

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Na carta que ele deixa para Delilah e as crianças, ele assume que vinha por momentos muito complicados, que conhecer Delilah e ter uma família foi o que tirou ele de uma zona bem difícil, e o segundo momento foi conhecer os rapazes. Ele deixa na carta afirmando que os amam, mas a cabeça cheia e a dor foram maiores.

Todo o desenrolar acaba levando até a misteriosa mulher, que no fim acaba sendo que conta a Jon que seus planos do quarteirão e da saída do metrô não iriam adiante, e ele havia gasto milhões na região, e foi o estopim para sua morte. Ashley a convence a tentar novamente um edital e por um ponto eles quase conseguem novamente, mas Delilah, agora sabendo de tudo, resolve vender as coisas antes.

Foram 12 segundos importantes para a vida dela e de sua família. Vender o quarteirão por um preço justo, ou esperar a reunião sobre a saída do metrô e poder ganhar muito, mas muito, mais… Pensando em toda a dor que já passou e na imagem que teve de Jon, Delilah e Katherine resolvem as coisas e vendem antes.

Adorei ver mais de Katherine e sua relação com a empresa, como o seu amigo Carter e o seu interesse romântico Hunter. A forma como ela acorda para a vida e se sente traída depois de dormir com Hunter foi horrível, mas isso ainda desencadeou em Eddie a vontade de se divorciarem logo, para o bem de Theo.

Maggie e Sophie também foram ótimas. Ambas estão aprendendo a como lidar com a dor e o amor, enquanto Sophie sente-se frustrada pelo pai a proteger demais de seus problemas, Maggie protege demais os pais. Maggie tem seu tumor diminuído e pode vir a removê-lo se continuar assim, mas ela não contou par a família que o câncer voltou e Sophie a faz contar e ela tem uma reação de puro amor de sua mãe.

A Million Little Things acaba sendo sobre isso, as pequenas coisinhas que nos faz amar e ser amado, nos preocupar e sofrer… Regina vê muito disso com Rome e ambos agora tem a chance de seguir em frente depois de tantos problemas, e Rome não tomar seu medicamento é um deles.

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.